Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irmão lúcia



Terça-feira, 15.04.08

folga à portuguesa

um despertar de sopetão com o amável guinchar das crianças que vão à escola aqui mesmo, atrás da minha almofada, que é como quem diz a meia dúzia de metros, os cascos no chão e toca o telemóvel para anunciar uma encomenda rabiscada a produzir no espaço de uma hora, que sob pressão é que um gajo mostra se é rijo, grande e macho, derrapei o prazo em 15 minutos, o que querem, afinal de contas não tenho genes africanos, tratar de sair lavadinho e cheiroso para almoço, por preguiça de me abeirar dos tachos caseiros, e enfio direito ao paraíso do conde redondo [não rir, s.f.f.] onde me foi servido um belíssimo bacalhau à lagareiro acompanhado das naturais batatas a murro e de umas couves cozidas, sinal de que o transformismo da zona já chegou às receitas tradicionais, e eu indiferente ao tecto pintado ao estilo tarte merengada, com texturas e tudo, e vai que rumo ao dentista para reparar um desgraçado que insiste em parecer-se com bagdad, bisturi eléctrico em acção para amansar a gengiva rebelde, o odor a courato espalha-se pelo ar e eu não reclamo, a doutora, querida, aconselha prudência nas dentadas ao longo do dia, à saída a assistente compara a relação com o dentista à relação com o ginecologista sem eu entender exactamente porquê, talvez porque o outro trata da boca do corpo, sigo viagem para emborcar umas imperiais à torreira, país atrasado mas com um sol tão lindo, e depois é saltitar chiado abaixo para ir encontrar a esposa à feira dos tecidos, agora vai-se a pé até casa para pôr as cusquices em dia e eis que ao serão temos bola na televisão, a dama na cozinha a fazer o jantar, o mandrião a coçá-los enquanto o lucho não dá tréguas, é o casal do século XXI na voz da minha ciganita, é uma vida de valor no teclar aqui do rapaz. viva portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 22:56


2 comentários

De popeline a 16.04.2008 às 08:06

Nao estarias num episodio do Conta-me como foi? Seu pequeno pequeno burguês!

De RPM a 16.04.2008 às 10:32

É uma vida de "lucho"!

Comentar post



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D