Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irmão lúcia



Terça-feira, 02.06.09

Teatro




gosto tanto de ter livros a marinar pela casa e de um dia pegar-lhes como que por acaso, um, dois ou três pares de anos depois de os ter comprado, como quem colhe umas bagas que há-de degustar com a cara contra o vento, esse, que traz memórias do oceano no campo de trigo, as mãos a acariciarem espigas, os mortos que se passeiam, foda-se, parece que sofri um encosto momentâneo do dylan thomas quando eu quero é falar do bernardo carvalho, homem que já me deu muito prazer, ai a reputação do blogger que se esboroa, o bernardo, o teatro, romance que me levou ao tapete (a reputação, etc), dividido em duas partes e com uma mestria no trabalhar das palavras de criar espanto. A primeira metade é um mimo de narrativa que se desenvolve sem deixar de andar em círculos, como se se progredisse numa daquelas rotundas tão estimadas pelos autarcas, sempre às voltas mas com vários sentidos e muito menos despesa em arte pública. E há um pretexto, um busto de Napoleão, que é o terrorismo. Na segunda parte vem o logro da contextualização, com um tapete que nos é retirado a míseros caracteres do final. E um gajo só pode agradecer ter sido transformado em cobaia mesmo depois de ver confirmadas as desconfianças criadas à cabeça, a saber, eu tenho um medo do caralho dos livros da cotovia, tanta sobriedade gráfica põe-me no lugar, eu que sou a dar para o espalhafatoso fico mirradinho perante tanta soberba monocromática que é todo um manifesto, se vens à procura de fogo-de-artifício vieste ao sítio errado, aqui não se facilita, molda-se o carácter, dão-se cursos breves e isso. Dizem eles nas entrelinhas e sobrecapas. Eu enfio a viola no saco, sei quais são os meus limites, se bem que o bernardo vai permitindo que eu os alargue, pedacinho a pedacinho (a reputação, etc). Ainda havemos de falar aqui na Odisseia, ou eu não me chamo carla vanessa. Oops.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 12:02


1 comentário

De Anónimo a 02.06.2009 às 13:51

Eu se vejo o Bernardo Carvalho na rua parto-lhe a boca toda, diziam-me que esse merdas era "tipo-bernhard-tás-a-ver" e depois um gajo vai a ver... A culpa também é do Abel Barros Baptista que disse o gajo era mel... Enfim, um dia destes, à força de pontapés no cu, vou ensinar este gente a não gostar do Bernardo de Carvalho.

Comentar post



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D