Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irmão lúcia



Terça-feira, 21.12.10

espaço pub em favor de quem batalha pela literadura

 

 

gonçalo mira e sus muchachos andarão por aqui

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 22:20


4 comentários

De Jorge Rebelo a 21.12.2010 às 22:48

O conto é um género que, estou convencido, não domino de todo. Aliás, tenho bastante dificuldade com a ficção. Safo-me melhor escrevendo crónicas, ensaios, e também tenho alguma poesia bonita. Nem sei, no entanto, se deveria tentar, pois quando leio textos soberbos, quase sempre a primeira coisa que me apetece é não escrever mais. Mas depois isso passa. Ao fim e ao cabo, cada um de nós tem uma fasquia como escrevente, e deve tentar ser feliz com essa limitação, apurando cada vez mais aquilo que já consegue fazer. Não tenho razão?

De Cristina Torrão a 23.12.2010 às 12:01

Sim, tem. Se gosta de escrever, não se deixe desanimar e continue a apurar aquilo que já consegue fazer.

De Loup Garou a 25.12.2010 às 20:55

E que credenciais literárias têm esses magníficos para se julgarem capazes de ajuizar da maior ou menor capacidade contista dos candidatos? Quem são eles? Alguém já leu alguma coisa deles? Que méritos têm para se julgarem aptos a formarem um júri capaz de julgar escritores? Presunção e água benta não lhes falta, com toda a certeza. A sobranceria, o snobismo, e outros ismos depreciativos, existe em superavit no blogue do menino Vieira and friends. Afinal, comem todos na mesma gamela e do mesmo alimento: a vaidade e o convencimento de integrarem a nata literária da blogosfera, e não só. Vão ajuizar a puta que os pariu!

De Gonçalo Mira a 27.12.2010 às 15:09

Caro Loup Garou,

Que credenciais literárias devo apresentar-lhe para me conceder o impensável privilégio de poder julgar os contos que nos enviarão para a revista?

Talvez devesse então contratar alguém com credenciais para os avaliar? Ou, melhor ainda, não me dar ao trabalho de criar esta revista, paga do nosso bolso, porque, enfim, nunca ninguém leu nada meu (mas podia ter lido se quisesse), nem tenho as credenciais necessárias para avaliar.

Meu caro, se acha que é vaidade criar uma revista como esta, então explique-me por favor como é que se faz isto de forma altruísta. Será publicar toda a merda que nos enviarem, porque não temos dois dedos de testa para avaliar o que é bom ou mau?

Aguardo ansiosamente as suas sugestões para este projecto.

Aquele abraço,
Gonçalo Mira

Comentar post



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D