Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irmão lúcia



Quinta-feira, 27.09.12

espaço pub

no sábado à noite, no chapitô, passarei só grandes malhas na companhia dos excelsos doutores de auto-ajuda da vodafone fm, na companhia de dois amigos, pronto, é aproveitar enquanto o companheirismo, a amizade, a cumplicidade, não são taxadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 18:41

Quinta-feira, 27.09.12

do racionamento

porque até é fácil um tipo deixar-se embalar pela lenga-lenga do regime à conta de tanta repetição, e não tem mal nenhum, a exposição continuada à repetição tem dado belas obras-primas como a Laranja Mecânica, filmada pelo barbudo com cara de mau, e pode até ser muito útil no controlo social e na promoção da resignação, ainda por cima com a ajuda da clássica culpa judaico-cristã, gastei o que não devia, vivi acima das minhas possibilidades, fui a punta cana graças a 12 prestações, comprei uma casa quando podia muito bem ter um senhorio, enfim, a lista é gorda e promete engrossar, de cada vez que um gajo respira o país afunda-se, a dívida, o défice, as contas públicas e a sua derrapagem, os recursos que são escassos e mais-que-finitos, no fundo seria uma benção um gajo não ter daqueles arremedos ocasionais em que pensa "mas há riqueza que baste, está é mal distribuída", não é preciso um gajo ler o marx para saber destas coisas, caralho, aliás, leituras a mais até atrapalham e fazem doer a cabeça e dão cabo das dioptrias, e eu dessas já as tenho quanto baste, não vou desbaratá-las enquanto faço a exegese do capital, três tomos nas edições avante, escrito por aquele barbudo com cara de mau (este, não aqueloutro), tenho é de pensar em levar a vidinha certa, sem sobressaltos, para agitação já me bastou nascer no verão quente de 75 numa casa que enfim, numa casa com os recursos mais-que-finitos, numa casa fiel àquela lógica do filho que vai ter uma vida mais desafogada do que a dos seus pais, e tenho-a, precária mas muito mais facilitada, passe a contradição nos termos, do que a da deolinda e do abílio, na verdade um gajo habitua-se a tudo, a não ter contratos, a ver subsídios e apoios e protecção por um canudo, isso de viver em comunidade foi chão que deu euros, um gajo habitua-se a estar na vida como se veio ao mundo, um tudo-nada desprotegido mas com alguma fé no futuro, não pode ser tudo mau, até porque aconteceu o 25 de abril, fait-divers que me põe os olhos cheios de água quando o vejo retratado na televisão, logo eu que já não o apanhei a tempo, mas pronto, corriqueirices de quem por vezes se deixa levar pelo sentimento, mesmo numa época em que já nem há grande margem para isso, precisamos é de exportações, não de emoções, quer dizer, é impossível um tipo não se comover quando vê centenas de milhares de pessoas a caminho da praça de espanha, que não é um sítio assim tão bonito, centenas de milhares de pessoas que quiseram dizer basta e mostrar que são gente e não números numa tabela de excel, músculos e sangue e suor e nervo em vez de fórmulas oferecidas pela lógica dos zeros e uns, demonstração que nem sempre é fácil de fazer, os senhores que nos representam (?) só repetem "paga o que deves" ou, numa versão mais musculada, "não me filmas a cara", mas se calhar já é tarde, é que chegados ao ponto em que já assimilámos uma fatia do mea culpa, não há como evitá-lo, o segredo da repetição continuada, da novilíngua, é vencer pelo cansaço, também embarco nisso a espaços, não sou um revolucionário profissional imune à manipulação e que acredita nos amanhãs que cantam e em políticos enforcados em postes de electricidade, dommage, sou fraco como muitos outros mas tendo uma janela de oportunidade, como dizem os senhores que tratam do bizz, ainda me exalto, ainda me indigno, como aqueles corpos mais ou menos perdidos para a vida que se deixam sacudir por choques eléctricos, ainda tenho vontade de falar, de dizer, e por andar muito nas internetes digo muitas coisas sem reflectir, digo muitas coisas depois de reflectir, funciona assim mais ou menos à vez, e agora digo que os cortes o desemprego a austeridade o subsídio de férias a tsu os escalões de irs não são nada, comparados com a ideia peregrina do racionamento nos medicamentos destinados aos doentes terminais, que no fundo são um encargo para o estado, um peso quase-morto, depois vêm os pragmáticos que dizem "se já não há esperança, se há gente a quem se pode abreviar o sofrimento, mais vale atalhar caminho", acontece que para muitos um dia, mesmo em profunda agonia, não deixa de ser um dia, tanto para quem está de saída como para quem fica, somos humanos, caralho, e a nossa necessidade de consolo é impossível de satisfazer, pois claro, e pelos vistos a procura do consolo sai muito cara aos contribuintes. digo muitas coisas sem reflectir: os senhores da comissão de ética para as ciências da vida são uns filhos-da-puta. digo muitas coisas depois de reflectir: os senhores da comissão de ética para as ciências da vida são uns filhos-da-puta. pim. assim, como no texto do almada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 15:23

Quarta-feira, 26.09.12

politólogos imperfeitos

Ruca não compreende por que é que as Pussy Riot estão nomeadas para os prémios Sacarose. as chavalas não são assim tão gordas, diz ele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 15:51

Quarta-feira, 26.09.12

hoje acordei com um granda par

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 11:55

Segunda-feira, 24.09.12

mário de carvalho, uma abada

 

 

37 páginas, três idas ao dicionário. embrulha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 12:20

Sexta-feira, 21.09.12

um apelo

 

 

rabiscos vieira

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 14:29

Quinta-feira, 20.09.12

Sandro era capaz de jurar que, tratando-se da assembleia, só precisava de levar consigo a sombra

Manoel de Olivera leva "O Gebo e a Sombra" ao parlamento.

 

jornal i, 20/09

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 12:52

Segunda-feira, 17.09.12

se Ruca participasse em manifestações e arruaças, o slogan do seu cartaz andaria por aqui

vão-me ao tsu mas devagarinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 12:42

Segunda-feira, 17.09.12

esta semana no irmaolucia, pedro passos ahab

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 12:31

Sexta-feira, 14.09.12

actualizando

chamava-se Nini. e ficou sem emprego.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 12:12

Pág. 1/3



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



subscrever feeds