Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irmão lúcia



Segunda-feira, 26.09.11

alguém falou em eufemismo para "invasão da polónia"

Merkel sugere perda de soberania para quem não cumprir critérios de estabilidade

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 14:23


5 comentários

De csd a 26.09.2011 às 15:21

ah, pois é...

De Nuno Oliveira a 26.09.2011 às 18:35

Alguém estava melhor caladinha?
http://www.presseurop.eu/pt/content/news-brief-cover/981671-divida-oculta-da-alemanha

De Cristina Torrão a 26.09.2011 às 18:42

Foi precisamente pelo jornalista lhe chamar a atenção para o facto de a Alemanha ser o maior contribuinte para os fundos europeus, destinados a ajudar os países em dificuldades, que ela se serviu destes subterfúgios. Eu vi a entrevista em directo, estou na Alemanha há 19 anos. A Alemanha está cheia de dívidas e os contribuintes alemães não gostam muito de ver o seu país a contribuir com milhares de milhões de euros para salvar a bancarrota dos outros (como reagiriam os portugueses, hem?). É tudo uma questão de perspectiva. E de apresentar afirmações dentro do contexto.

De Daniela Pamplona a 27.09.2011 às 08:13

Querida Cristina Torrao,
eu também vivo na Alemanha e estou farta da conversa que os Portugueses (e os Gregos) são uns gastadores.
Da próxima vez que lhe disserem que a Alemanha é quem mais contribuí para os fundos europeus, pode responder que também é quem mais os recebe. Estou a falar em fundos para a agricultura, para projectos de desenvolvimento, para projectos de educação e investigação. Fundos que realmente contribuíram para o desenvolvimento deste país.

Também lhes pode explicar, que Portugal também fez sacrifícios em prol da estabilidade da moeda, nomeadamente, fomos proibidos de plantar tantos frutos e de produzir tanto azeite, porque os preços eram demasiado baratos quando comparados aos dos países cujo custo de vida era muito mais alto.

Finalmente, pode explicar, que dando cabo da nossa massa produtiva , facilmente nos endividámos porque precisámos de começar tudo de novo.

Em paralelo, pode explicar aos seus amigos Alemães que os ataques especulativos que Portugal, Grécia, Islândia e Irlanda sofreram (sofrem) estão a ser feitos por grandes empresas (também) alemãs. Que beneficiam com este "chupar até ao tutano" e esta pouca vergonha que se passa na União Europeia.

Se quiser mesmo ir ao fundo da questão, pode ainda dizer-lhes que, de facto, esta história dos empréstimos a juros altos (sim, porque o empréstimo que a União Europeia e o FMI estão a fazer a Portugal e à Irlanda não tem um juro baixinho), não está a solucionar o problema (como se vê). Que a atitude deveria ter sido renegociar as dividas, e investir (cuidadosamente) no desenvolvimento dos países, de maneira a ter retorno (através dos impostos). Mas que a senhora Angela Merkel não permitiu isso. Porque achou que a Grécia era um país de gastadores e que com as suas regrazinhas a coisas iam lá. Como se vê, nem isso solucionou o problema, temos a Grecia cada vez mais fundo, nem países da União Europeia cada vez a emprestar mais dinheiro. E com isto, pode explicar a culpa da senhora Angela Merkel na situação actual. Desde que 'tomou' a Grécia, a coisa vai de mal a pior.


E se depois disto tudo, os seus amigos continuarem a dizer que os Portugueses, os Gregos e os Irlandeses, são uns gastadores, olhe... mude de amigos!

De Cristina Torrão a 27.09.2011 às 11:23

Não tenho amigos nenhuns a dizer que os Portugueses, os Gregos e os Irlandeses são uns gastadores, para sua informação, nunca ouvi dizer isso a nenhum alemão que eu conheça. O único que ouvi dizer algo parecido foi o candidato finlandês da extrema direita às eleições desse país.

Além disso, sou de opinião de que este modelo europeu não funciona. A Merkel tenta salvar o euro e talvez não valha a pena.

Acho é que não há razão para começar a dizer que a Alemanha quer controlar a Europa, que tenta algo que não conseguiu por meios bélicos. Isso são interpretações abusivas, o ressuscitar do papão alemão. E o papão alemão já não existe!

Comentar post



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D