Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irmão lúcia



Quinta-feira, 11.10.12

tatiana

 

e por falar em literatura que não está para já no radar da academia sueca, dos americanos eles já garantiram que não se espera nada, calhando só a vitória do romney, dos brasileiros não sei se esperam alguma coisa mas deviam, porque numa época de trevas e entulho, de metralha fiscal e de estilhaços que se moldam na miséria dos outros, numa época em que está na mó de cima a ficção do inevitável, a narrativa da austeridade, sabe tão bem tirar a cabeça de fora da água e respirar, ver longe, no meu caso desde que mantenha os óculos, já que no que diz respeito ao resto não há garantia de que não mo saquem, o irs e a dignidade e o humor, mas dizia, sabe tão bem nadar na elegância dos dois rios, na sua sensibilidade e bom senso, na sua melancolia que é todo um artesanato, melhor do que qualquer tricô da vasconcelos de versailles, uma melancolia exportada de um país que nos é vendido como todo um carnaval, errado, nada de ver a árvore e tomá-la pela floresta. tudo de ver a história de joana, de antonio, de marie-ange e tomá-la por uma pérola. beleza por entre as sombras e o lixo. os mão morta já o tinham antecipado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 13:53


5 comentários

De depois de nadar na elegância perdi-me a 11.10.2012 às 18:47

O Sorgo Vermelho ó leitore dottore de classe e cus é poesia sem pinga de vermelho

é as grapes of wrath mas sem uvas e sem vinho de rice

chamar charters de perigos amarillos a uma literatura das mais ricas e sedosas que o mundo teve

é fascismo etnocentrista

leva lá a tua bruaca brasileira a quem a queira comer

cada um come do que gosta

se cê não come chinês nem chinesa (que é mais rara pelo menos viva ) deixa os outros comer né...

só saem padrinhos cheios de HONRA nesta legislatura a impingirem o codex literário aos iletrades..sunt trades trade winds you know...

olha mais su gestões literárias da dívida para o Pedro e a loba brasuca

cê é lélé da cuca?

s'enxerga pô 14 linhas disto:

porque numa época de trevas e entulho, de metralha fiscal e de estilhaços que se moldam na miséria dos outros,

eram os melhores dos tempos entulhados, eram os peores dos tempos metralhados fiscalmente, era a época das trevas era a era da luz....pois cê é pedante pra pedo mesmo....

cê nunca cheirou miséria pô....

De a lista de su gestões? faz-se já aqui a 11.10.2012 às 19:11

chamar ao chinoca um charter do sorgo...

ao john dos passos chinoca e dar-lhe com uma bruaca pedante em cima.....

Os Cinquenta Mil Nomes de Passos, Red Sorghum, Blue-green Sorghum, The Sorghum Blues, 红高粱, 紅高粱, The grapes of wrath, Heterodoxia, Otelo o mouro de Vais Nessa?, oh telo e os 800 ladrões?, O tempo e o Modo, Só Ares rei da nossa Baviera, Sócrates e o Espelho Imaginário, O fascismo nunca existiu mas anda por aí, Os militares e o Phoder, Frank Herbert, Douglas Adams, Neil Gaiman, Terry Pratchett, liveroolipelit, Lord kelvin, Herbert George Wells, Vassili Ivanovitch, Lord Stuart, ЕВАНГЕЛИЕ, 1914, Tunguska, meteor fall, Fundão, Novo-Sibirsk, Carapau, молитвослов, Игнатий Бренчанинов, Иоанн Златоуст, Схиегумен, СавваСергей, НилусЧехо, А.П.Б., ВианА.Климов, А.С.Пушкин-Евгений, ОнегинЖозе, Мария, Асаде, Кейрошпоэзияпроповеди, Владыки, ФиларетаThe, GOSPELI, gnaty Brenchaninov, John Zlatoust, Shiegumen, Savva, Sergey Nilus, Cheho, A.P.B.Vian, A.Klimov, A.S.Pushkin-Evgeny Onegin, José Maria Asade, Kejrosh, poetry of the sermon of the Lord of Philaret

sabe tão bem tirar a cabeça de fora da água se não for peixe e respirar como um caranguejo ou uma lagosta?, ver longe mas´não és míope pá? o horizonte tá mesmo ali à esquina né?

, no meu caso (salvossejA no teu claro puto)desde que mantenha os óculos (ó filha agente assalta-te à mesma caqui nã temos frescuras dessas lá por seres pitosga é logo um sinal de riqueza....

, já que no que diz respeito ao resto não há garantia de que não mo saquem, o irs e a dignidade (não tem sexo nisto? atão tás fino meu...a dignidade num dá pra foder nem pra pagar contas....e o humor, pois pá eu cá não me preocupava que alguém te roubasse

tens um humor digno dos gatos fedorentos mas sem as caretas e as momices próprias da adolescência retardada

ou seja tens daquele humor tão fino mas tão fino que é preciso estar pedrado em LSD e en coca ao mesmo tempo para ter graça né

e olha que se tivesse ácido lisérgico a crescer em moitas como as folhecas dos incais sagrados e taes
experimentava ouvir-te mais de 10 minutos a ver se ria mais do que com as palermices do jorge gabriel

já o anão que faz o elo mais fraco ou fazia é cheio de humor visual basta abrir a boca nem precisa de som

já o humor que perpassa (puze prepassa por causa da prosa e nã da passa que per passa ou pré-passa) da tua verve (bolas a escrita do puto pitosga contagia pô) é bué bué principalmente nos obituários

nã fazes de políticos?
é que andar à espera que um escritor dos teus morra...

andaste com a tatiana lá na escola dela?

queres reatar a relação?

só se for isse

agora é uma prosa tão pedante comá tua...

aquele romance com dois gajos a comerem uma gaija é digno do orelhudo para render em páginas

já os contos da gaija parecem ........pois sois almas gêmeas
se fossem gémeas agente pre recebia

a clarice lispector já morreu?

se morreu já tem Sucessora

nã tou brincando a Tá ti ane é a nova Carolina Nabu cu ou Nabo Cu? pois agente de críticÁ LITERAtá num tá

é a próxima Prémio Nobel em 2013

é a Doris Lessing Brasuca

e isto sem insultar qualquer delas....

ambas fizeram muita porcaria

é verdade que a Doris leva décadas de avanço

mas a tua bruaca já lhe vai nos calcanhares...

De beleza sô... a 11.10.2012 às 19:19

beleza por entre as sombras e o lixo. os mão morta já o tinham antecipado.

Cê nunca leu Jorge Amado ou o ciclo do caranguejo do titi Josué?

não há lixo não tudo se recicla

e as sombras é que dão beleza às coisas

a luz e a alta definição estragam logo as coisas

olha as ex-mulheres do santana lopes que se fizeram à luz e não ficaram à sombra

ou as descendentes do Norton de Matos que tinham 18 anos na década de 80...apanharam sol a mais e....pecebeste?

não?
bolas atão um exemplo da tua geração e da tua linha....
A Joana Melo Antunes...
apanham muito sol e

a beleza nasce sempre das sombras pô...

e o lixo só a destaca...

qualquer gaija que ande na gandaia parece sempre melhor do que os sacos de lixo

os mão morta que finesse literata meu cheia de hu me ur e in temporal idade

De joana antônio e seu manuel da padaria a 14.10.2012 às 22:25

fechade pra fim de semana na plaza de españa han...

De cereja no topo do bolo a 15.10.2012 às 10:34

fiquei com vontade de ler..

Comentar post



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D