Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irmão lúcia



Segunda-feira, 25.11.13

SS

bom dia, o meu nome é pedro vieira e o meu número de "beneficiário" é o 11336117919, como são lindas as palavras e o seu significado, mas adiante, chamo-me pedro vieira e sou um entre centenas de milhares de portugueses que ainda não bateram com a porta e que fazem a vida a recibos verdes, o que só pode ser bom, porque isso faz de nós trabalhadores "independentes", como são lindas etc, um entre muitos que receberam por estes dias a actualização da prestação a pagar mensalmente à segurança social com base nos rendimentos de 2012, sendo que essa actualização fará com que viva com menos 62 euros por mês, mas tudo bem, como em qualquer estado de direito que se preze, contribuimos porque vivemos em comunidade, e quando chegar a nossa vez de receber amparo, um subsídio de desemprego, uma baixa por doença, um abono de família, uma licença de maternidade, sabemos que podemos contar com... ah, não, espera, pagarei, pagaremos ordeiramente e não beneficiaremos de nada, o que faz de nós pouco menos que o joão paulo II, santos subitos, homens e mulheres cheios de altruísmo e de amor pelo sistema que nos tornou independentes, livres, prósperos, beneficiários de um mercado de trabalho mais flexível e menos atávico, viva a flexisegurança sem o sufixo, viva a justiça social, vivam o ajustamento e os trabalhos que faço sem vínculo que no fundo fazem de mim, de nós, privilegiados, pior é não ter trabalho, pior é ganhar o salário mínimo, pior é ter de emigrar, ou se calhar não, emigrar é ter a oportunidade de conhecer mais mundo, mundo onde se calhar se respeita mais a condição dos cidadãos que contribuem e que não mudam a sua sede fiscal para a holanda, ou para gibraltar, se calhar porque não podem, é a vida, levanta o queixinho, levanta as mãozinhas ao céu, lembra-te, santo subito, e pensa no natal amargo dos banqueiros, como diz o ricardo salgado, afinal de contas o que é que a constituição já fez pelos desempregados, pelos desamparados, pelos homens e mulheres a recibos verdes, precisávamos era de uma lei fundamental com retenção na fonte de direitos, os engenheiros de almas aos comandos do governo e do "arco da governação" agradecem. como são lindas as palavras e o seu significado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pedro Vieira às 13:27



pagamento de promessas para

irmaolucia[arroba]gmail.com

teologia de pacotilha (descontinuado)

professor josé cid

o meu outro salão do reino (descontinuado)

Arrastão



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D